Literatura

“Tá todo mundo mal: o livro das crises”

p_20170222_162124_1_1

Sim, você já deve ter lido esse livro. Quando ele foi publicado, no ano passado, provavelmente alguns amigos seus do Facebook postaram fotos com a autora em uma sessão de autógrafos por aí. As legendas dessas postagens na rede social ressaltavam quão fofa é a moça que, ao autografar as obras dos fãs, fazia toda sorte de comentários simpáticos e agradáveis – bem a cara dela!

Eu não acompanho o Jout Jout Prazer. Nem sei dizer exatamente qual sua proposta. Comecei a ler Tá todo mundo mal: o livro das crises por acaso. Minha irmã comprou um exemplar, encorajada pela simpatia que nutre pela youtuber. Resolvi ver qual era, me entregar a uma leitura descontraída e leve – a cara das férias.

O carisma e bom humor de Julia Tolezano lhe renderam muitos fãs, com direito a comentários empolgados nas redes sociais e uma boa projeção para o lançamento de seu próprio livro – sonho que cultivava há anos. A fama, no entanto, também trouxe alguns inconvenientes, entre xingamentos de quem não se identifica com a mensagem de seu canal e pessoas demasiadamente interessadas em sua vida pessoal.

No livro, além de fatos como a alegria de ser reconhecida na rua pela primeira vez, Jout Jout aborda seu relacionamento amoroso, agora findo, com Caio – seu parceiro no canal; viagens feitas a trabalho; amizades e muitos outros assuntos. A obra é dividida em pequenos contos, que retratam cada um alguma crise já vivida pela autora. Da “crise da ilusão materna pré-festa” à “crise de quando sobra uma quantidade irritante de comida no prato”, o leitor reflete e se encaixa em algumas das situações descritas, além de soltar umas boas risadas.

p_20170222_162618_1
A obra é dividida em pequenos contos, que retratam cada um alguma crise já vivida pela autora.

É incrível, durante a leitura, se dar conta de que muitas de nossas angústias não são só nossas. Ao perceber que problemas que vão desde insegurança com o próprio corpo a flatulência desenfreada são comuns, conseguimos encarar nossas fraquezas com mais bom humor e coragem. Cada pequeno texto do exemplar, digerido com gosto e descontração, chega a parecer um abraço de Julia.

Ao conceber seu primeiro vídeo para a web, o objetivo da moça era vencer uma barreira: aprender a lidar com críticas. O que começou com um simples propósito hoje garante a Julia uma posição entre as youtubers mais populares do país; a franqueza, despretensão e espontaneidade da jovem, ao colocar sua cara a tapa no YouTube, são cativantes.

Muita gente na atualidade ganha fama exibindo no espaço virtual suas vidas “perfeitas”- recheadas de ginástica, dietas, viagens, cuidados com a pele e uma casa deslumbrante. Jout Jout, enquanto isso, garante inscrições de mais de um milhão de pessoas no YouTube de modo singelo e, de certa maneira, invejável: registrando sua simples, imperfeita e fascinante individualidade.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s