Música

Vanja Ferreira no Rio Harp Festival

Sou fascinada pela harpa. O som que esse instrumento incrível emite sempre é capaz de me tranquilizar, comover e dar esperanças, não importa o quanto eu esteja ansiosa ou estressada com alguma coisa em minha vida 🎶.

Infelizmente a harpa não é muito difundida em nosso país. Por ser fabricada no exterior, seu preço em terras brasileiras pode vir a equivaler ao de um carro importado 💵, como enunciou Sérgio da Costa e Silva, diretor do Rio Harp Festival.

Por esses motivos, tive que prestigiar o Rio Harp Festival 2017, que traz artistas incríveis de todo o mundo para bem pertinho da gente, com repertórios maravilhosos e riquíssimos em sua diversidade. Após conhecer o Ecos Latinos no evento e me encantar, lá voltei eu para assistir ao concerto de Vanja Ferreira, em conjunto com Igor Levi, na flauta, Damtelek, no cello, e Nadja Daltro, com sua imponente voz.

2578 (3)
Lá voltei eu para assistir ao concerto de Vanja Ferreira, em conjunto com Igor Levi, na flauta, Damtelek, no cello, e Nadja Daltro, com sua imponente voz.

Vanja Ferreira é um dos grandes nomes da harpa em nosso país. Solista da Orquestra Sinfônica Nacional, dedica-se tanto à musica de câmara quanto a recitais solo. Carioca, é Mestre em Música pela UNIRIO, pesquisadora e conferencista.

A harpista tem ótimas iniciativas em prol da difusão da harpa no Brasil. Em 2005, organizou a mostra “Maio das Harpas”, no Rio de Janeiro; em 2006, foi organizadora e coordenadora artística do Rio Harp Festival – que eu tanto amo!; em 2009, foi sua vez de organizar e coordenar o I Encontro Nacional de Harpistas, realizado pelo Festival de Música de Santa Catarina – FEMUSC; já em 2010, iniciou seu trabalho como coordenadora da Conferência Internacional e Concurso Latino-Americano de Harpas de Santa Catarina – CONHARPA, evento de frequência anual.

2609 (2)
Ao lado da brilhante e calorosa Vanja.

No palco, a artista manuseia seu instrumento com a dosagem perfeita de vigor e leveza, a fim de criar uma melodia doce e tocante, que embala cada ouvinte de maneira especial. No repertório, Balada (de Osvaldo Lacerda), Amor em Lágrimas (de Cláudio Santoro) e outros sucessos suscitaram palmas enérgicas do público – que arrancaram sorrisos amáveis da musicista.

As performances de Igor, Damtelek e Nadja, em conjunto com a de Vanja, presentearam o local com uma atmosfera deliciosa e aconchegante. Cheios/as de habilidade, os/as artistas apresentaram arranjos ricos em sensibilidade e harmonia.

Só me resta acompanhar a agenda de shows dessa gente incrível que me transporta, com sua música, pra outro mundo. Um mundo poético e pacífico, onde tudo é possível.

Fonte de consulta:

Cultura Niterói

 

 

 

 

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s