Mural

Poesia

Hei de querer-te até o fim da vida
Sorver-te inteira louca e intensamente
Em grandes goles, ao final da lida
Ou de mansinho, moderadamente.

Pois és a essência deste meu caminho
Trazes a sombra, o oásis, a brandura
Toda a ternura que traduz o ninho
E me afasta um pouco da amargura.

Ernane Cortat

Surges altiva, alegre ou até triste
E transbordas emoção em cada som
Em cada letra que em teu corpo existe.

E as palavras formam a sinfonia
Que vai me conduzindo pela mão.
E tu me tornas mais humano – Poesia.

 

 

Cacá Endlich

2 comentários em “Poesia

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s