Música · Teatro

A soprano e atriz Gabriela Geluda

Aêee! Finalmente férias e, consequentemente, visitas frequentes ao teatro!👏Devo confessar que estou em débito com a seção “teatro” do blog: desde a criação do Paístropicalense, postei apenas um texto da categoria!😒

Mas vamos parar de enfocar a injusta carência de postagens sobre as Artes Cênicas por aqui e falar de coisa boa!😄Você conhece a Gabriela Geluda? Eu tive meu primeiro contato com seu trabalho maravilhoso anteontem, quando fui até meu querido CCBB, mais uma vez sem olhar a programação previamente. Ao chegar, comprei um ingresso para um dos espetáculos em cartaz: a ópera Na Boca do Cão.

geluda1
Eu tive meu primeiro contato com seu trabalho maravilhoso anteontem, ao assistir à ópera “Na Boca do Cão”.

E foi aí que eu vim a conhecer a fantástica Gabriela. A artista é bacharel em canto lírico pela Universidade do Rio de Janeiro e pós graduada em Música Antiga pela Guildhall School of Music and Drama de Londres. Ainda, é formanda na Técnica Alexander pelo Alexander Technique Studio de Londres, sendo afiliada à Associação Brasileira da Técnica Alexander ABTA desde 1995.

Geluda tem uma trajetória profissional recheada de experiências diversas. Pra citar um pouco do que a artista já fez, ela foi solista na Orquestra da UNIRIO e em concertos com o English Baroque Choir – UK e Alemanha;  fez os papeis de Prosepina e Ninfa na ópera Orfeo de Monteverdi no Barber Institute – Birmingham; trabalhou com o diretor e harpista Andrew Lawrence King em concertos pela Europa e na gravação da primeira ópera sul americana, La Púrpura de la Rosa, com o The Harp Consort. Uau!😯

Durante os 60 minutos da performance à qual assisti, a atriz e soprano me cativou. Ela é dona de uma voz imponente, que utiliza com maestria, em conjunto com um trabalho corporal incrível, para transmitir ao público toda a emoção da trama narrada.

Sobre o palco, a artista parece incansável! Em meio a seus passos de balé, tremores, expressões faciais e outros movimentos, o potente canto permanece no ar, passeando entre agudos e graves com habilidade ímpar. Ao protagonizar a narração de um episódio ocorrido com ela própria, na primeira infância, a atriz imprime emoção e energia em seus gestos, que casam de modo espetacular com seu cantar.

Envolvida pelo violoncelo de Ricardo Santoro, o clarinente de Cesar Bonan e a percussão de Leo Sousa, a performance de Geluda é capaz de suscitar emoções intensas e diversas. Com música de Sergio Roberto de Oliveira, libreto de Geraldo Carneiro e direção de Bruce Gomlevsky, a ópera Na Boca do Cão me apresentou à talentosa, ágil e expressiva Gabriela Geluda. E foi um prazer conhecê-la!💕

PS: Peço perdão pela ausência de fotos próprias! Nesse dia saí de casa com um celular com quase nada de bateria e sem meu carregador na bolsa… 😒😒😒

Fontes de consulta:

Material de divulgação Na Boca do Cão

Site Gabriela Geluda

 

Fonte da imagem destacada:

Site Gabriela Geluda

   

Fonte da imagem 1:

Site CCBB

                                                                 

                                                                               

Um comentário em “A soprano e atriz Gabriela Geluda

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s