fotografia

“Ausência”, de Nana Moraes

Minhas queridíssimas férias chegaram, trazendo horas a fio a serem gastas nos centros culturais cariocas. 😊 Comecei, como mencionado nesse post, pelo CCBB e estiquei meu passeio para o Centro Cultural dos Correios, que fica coladinho com o primeiro.

A casa exibe, até dia 6 de agosto próximo, trabalhos fotográficos incríveis, parte do FotoRio – Encontro Internacional de Fotografia do Rio de Janeiro. O evento, sob coordenação do fotógrafo Milton Guran, pretende promover a valorização da fotografia como bem cultural, além da maior visibilidade à produção fotográfica contemporânea nacional e internacional.

Inserida no FotoRio 2017, a mostra Ausência constitui uma investigação acerca da maternidade no presídio feminino Nelson Hungria, no Complexo de Gericinó. A autora do projeto, Nana Moraes, fotografou tanto as mães, no presídio, quanto seus filhos e filhas, em suas próprias residências. Em seguida, estabeleceu-se a troca de cartas e fotografias entre mães e filhos(as) via correio.

fotos novas 1647 (2)

fotos novas 1626 (2)

fotos novas 1676 (2)

Nascida no Rio de Janeiro, Nana Moraes formou-se em Jornalismo pela PUC-SP. A artista já levou o Prêmio Abril de Jornalismo seis vezes e foi duas vezes premiada pela Associação Brasileira de Propaganda como Destaque Profissional/Fotografia. Ademais, seus trabalhos já integraram diversas exposições, tanto individuais quanto coletivas.

Em Ausência, a fotógrafa alia seu amplo conhecimento técnico em fotografia à sensibilidade de uma graduada em Jornalismo, resultando em um trabalho de impacto ímpar. Seus painéis de tecido vivamente coloridos suscitam emoções diversas, enquanto os registros fotográficos das mães e de seus/suas filhos(as) mostram as faces da saudade.

Com esta emocionante mostra, a artista revela a realidade doída de tantas famílias fragmentadas pelas grades do cárcere e dá visibilidade a algumas das mulheres presas no Nelson Hungria. Fiquei encantada com o trabalho de Nana e fui de fato tocada ao encarar os depoimentos escritos e os retratos dessas mulheres e de seus familiares. A exposição Ausência nos convida a direcionar nossos olhares à subjetividade de mulheres que precisam de voz. Aceite esse convite!

Ausência, de Nana Moraes
Até 06 de agosto de 2017
Terça-feira a domingo, das 12h às 19h
Centro Cultural dos Correios (Rua Visconde de Itaboraí, 20 – Centro – Rio de Janeiro)
Entrada franca
Site

Fontes de consulta
Site Centro Cultural dos Correios
Site Nana Moraes

 

Um comentário em ““Ausência”, de Nana Moraes

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s